Contact Information

Theodore Lowe, Ap #867-859
Sit Rd, Azusa New York

We Are Available 24/ 7. Call Now.

Além de termos um final de semana prolongado para atrair turistas para a cidade, São Paulo tem um motivo a mais para ficar mais colorida nos próximos dias. É que domingo, 29, acontece a Parada do Orgulho LGBT, dia de mudar a paisagem da avenida Paulista com muito glitter, plumas e paetês… Muito mais do que uma festa, essa é uma forma de reivindicação e de trazer à tona algumas discussões.

Parada LGBT 2016 01

Apesar de estarmos acostumados a chamar o evento de Parada Gay, o correto é lembrarmos que a sigla LGBT também se refere às lésbicas, bissexuais e transgêneros. Em sua 20ª edição, essa multidão de gente (mais de 2 milhões no ano passado), vai às ruas como uma manifestação social em prol da garantia dos direitos civis da população LGBT. Gente, é inacreditável que em pleno 2016 ainda existam pessoas ignorantes, incapazes de respeitar o próximo, mas a triste verdade é que seres humanos são agredidos diariamente por conta de sua orientação sexual.

Frequentada também  por simpatizantes (eu já fui várias vezes e amo poder apoiar essa causa),  a cada ano o evento elege um tema. De uma forma geral, a principal reivindicação tem sido o combate à homofobia, mas para 2016 a pauta principal é “LEI DE IDENTIDADE DE GÊNERO, JÁ! – Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!”, em favor do segmento T: mulheres transexuais, homens trans e travestis.

Com muita música e animação, o desfile contará com 17 trios, que levarão a bandeira T e frases que representam cada um desses segmentos. A ideia é fazer uma grande mobilização para que a “Lei de Identidade de Gênero”, atualmente em tramitação na Câmara dos Deputados, seja aprovada e que todos assumam a luta pelo fim da transfobia no Brasil.

Mas essa é uma luta antiga… O movimento conhecido como Orgulho Gay começou após a Rebelião de Stonewall, em 1969, quando homossexuais enfrentaram a polícia de Nova Iorque durante uma invasão violenta ao bar Stonewall, local frequentado por gays. Desde então, anualmente acontece a parada que comemora o aniversário da Rebelião de Stonewall, um movimento popular que rompeu as fronteiras dos EUA e hoje é realizado em vários muitos países.

Parada LGBT 2016 03

Maior a cada ano, no Brasil a Parada acontece desde 1997 e agora faz parte do calendário oficial de eventos de São Paulo. Só para ter uma ideia de sua importância, segundo a SPTuris, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo é o evento que atrai mais turistas à cidade, e em todo o país só fica atrás do Carnaval do Rio quando se consideram os turistas internacionais.  A edição de 2011 foi a que os organizadores estimaram o maior número de participantes: 4 milhões de pessoas.

Apenas como curiosidade,  o uso da bandeira com o arco-íris em manifestações LGBT começou no final dos anos 1970 e até hoje é reconhecida mundialmente como o símbolo das minorias sexuais. Durante a Segunda Guerra Mundial, os homossexuais nos campos de concentração nazistas eram identificados por um triângulo rosa. Na década de 1970, em São Francisco, na Califórnia, o movimento homossexual crescia e os militantes queriam um novo símbolo para a causa. Foi então que o artista Gilbert Baker, amigo de Harvey Milk (primeiro político gay eleito nos EUA), criou a tal bandeira colorida. Baseado nos hippies, para os quais o arco-íris representava a paz, a estreia desse novo símbolo aconteceu em 1978 na Parada do Orgulho Gay de São Francisco.

Em cima do trio, pelas ruas ou na calçada, o mais importante é garantir seu espaço para participar e dar voz à essa causa. Se tivéssemos respeito, não haveria espaço para a violência. E o que o mundo precisa é de paz, igualdade, tolerância e muito amor… Ninguém melhor que o outro – apenas iguais!

Parada LGBT 2016 02

20ª Edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
Dia 29 de maio, das 10h às 18h
Concentração em frente ao Masp, na Av. Paulista – São Paulo
www.paradasp.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *